Planos de Saúde

Postado em por .

Planos de Saúde

A partir do dia 02 de Abril de 2008, os planos de saúde no Brasil terão que cumprir as novas regras divulgadas em Diário Oficial da União, pela Agência Nacional de Saúde. Por isso, o consumidor deve ficar atento para conhecer seus novos direitos e evitar problemas futuros.
Entre as mudanças previstas, estão a atenção multiprofissional e tratamento especial aos obesos mórbidos, estímulo ao parto natural, direito a cirurgias de vasectomia, colocação e custos do Dispositivo Intra Uterino (DIU), mamografia digital, mamotomia, videolaparoscopia e exames de DNA para tratamento de doenças genéticas.
Com as novas alterações, a versão 2008 passará a listar 2.973 itens e permanecerá alinhada às evidências científicas.
Esta revisão feita no Rol inclui também novas tecnologias, como Yag Laser (para cirurgia de catarata), procedimentos para ligadura tubária, cirúrgicos e invasivos, além de exames laboratoriais.
O novo Rol determina também a cobertura ambulatorial e atendimentos de terapia ocupacional, fonoaudiologia, nutrição e psicoterapia.
Torna-se regra que os planos de saúde ofereçam um plano-referência, podendo contar de forma alternativa, planos ambulatoriais, hospitalar, hospitalar com obstetrícia, odontológico e suas combinações.
Os obesos mórbidos, pela gravidade e risco de vida, terão direito a atendimento especial. Com as novas regras, o atendimento deverá ser assegurado e realizado por equipe multiprofissional em nível ambulatorial. A gestante, por sua vez, deverá ser assegurada e estimulada a possibilidade de parto natural. As coberturas do parto podem ser feitas por enfermeiros obstétricos e a presença de um acompanhante durante toda a estada da mulher no hospital (até a alta).
A mamografia digital também inclusa nas mudanças é um reforço na luta contra o câncer de mama e o procedimento poderá ser feito desde que sua indicação obedeça às diretrizes definidas pela ANS: mulheres com menos de 50 anos que tenham mamas densas e estejam em fase pré ou peri-menopáusica.
O que for necessário no caso de complicações clínicas e cirurgias, decorrentes de procedimentos não cobertos pela assistência médica (estéticos, inseminação artificial, transplantes não cobertos, entre outros), terão cobertura obrigatória quando constarem do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, respeitadas as segmentações e os prazos de carência e Cobertura Parcial Temporária – CPT.
Atenção: Os contratos que já estão em vigor não podem ter aumento em função das novas regras. Operadoras poderão requisitar aumento no reajuste anual para serviços contratados futuramente.
Com essas informações, o consumidor deve ficar esperto para não ser enrolado. Plano de saúde é coisa séria e precisa trabalhar cumprindo as normas e as leis.
#Meningite #vacinas #saúde #pedro Arthur #Instituto #Doenças #bacterias #cancer #HIV #HPV 

Comentários


  • Você pode ser o primeiro a comentar



Envie seu comentário

Nada contra o verso

Colunistas

Quem vai ao pediatra volta tranquilo Antibiótico: Primeira Dose Imediata Sete Lagoas Noticias Bebê meningite | Blog da Saúde